Humildade não é andar com os pés descalços.

A humildade enaltece a alma do homem, o eleva e direciona para a evolução do espírito. Muitas pessoas compreendem a necessidade de ser humilde, de olhar a vida com uma perspectiva acolhedora e simples, mas no meio do caminho essa intenção perde seu real significado.

Muitos confundem a humilde com a ausência de bens materiais, inclusive colocam negatividade em relação ao dinheiro e o que ele proporciona. Lembro-me bem uma vez que estava incorporado com o Pai Antônio, onde uma pessoa falava sobre como as pessoas precisam ser humildes e julgava certo desafeto por ter muito dinheiro. Enfaticamente, ele parou, olhou nos olhos da pessoa e disse: “Humildade não é andar com os pés descalços”. A pessoa não entendeu muito bem, inclusive, eu também não.

Refleti bastante sobre isso e como me relacionava com o termo humildade. Uma vez, olhando para os irmãos médiuns do terreiro, vi que alguns utilizavam muitas guias no pescoço. Enquanto outros, poucas ou nenhuma. No primeiro momento, julguei quem utilizava muitas, pensando como o médium não tinha humildade. Quando olhava outros, usando poucas, pensava o quão humilde era o médium. Até que resolvi conversar com esses dois extremos. Resultado: vi muitos com poucas guias exalando austeridade e prepotência, outros com muitas guias incorporados de fato com a humildade. Conclusão: tudo é muito relativo.

A humildade, para mim, está em ser e não estar. Existem muitos terreiros muito bem estruturados e com o alicerce da humildade, amor e caridade. Outros bem simples, mas que exalam soberba e “evolução”. Pois a humildade não está no externo, mas no interno de cada um. Já percebeu como os Pretos Velhos, por exemplo, são humildes e simples? Não importa a gira, o momento que estejamos passando, eles sempre estão de bem com a vida e utilizam o que tiverem para exercer a caridade pura da espiritualidade.

A humildade não está na ausência de bens materiais, pois o excesso de humildade nada mais é que prepotência. Ela está em cada ato e pensamento, na energia e nos propósitos de cada um. A humildade está no caráter de cada um de nós, no respeito que temos com o próximo, agindo com amor em nossas relações interpessoais, em nosso relacionamento com a espiritualidade entendendo que a maior parte depende de nós mesmos e não dos guias espirituais.

Mais que verbalizar um conceito, precisamos vivê-lo. Aprenda a ser humilde olhando para o próprio umbigo, trabalhando a reforma íntima para melhorar seus valores. Não existe perfeição, mas podemos sim chegar o mais perto do que realmente somos: amáveis!

Axé! Saravá! Mojubá!
Por João Paulo Francisco

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s