O futuro da Umbanda.

A Umbanda é a religião que une culturas, ideias e concepções através de uma premissa incontestável: o amor.

Com pouco mais de 100 anos de existência, existem muitas informações para validar, verificar e conversar a respeito. Com a força da tecnologia, muitas informações vieram à tona para revelar o verdadeiro intuito da religião e desmitificar as aberrações que algumas pessoas fazem em nome da Umbanda. Com a liberdade de expressão que é permitido na internet e nas redes sociais, cada irmão umbandista defende sua ideologia. O que era para ser bom, agregador e unir as diferentes visões que tem o mesmo propósito (ajudar a evolução do ser humano), vemos ataques horríveis que só segregam e enfraquecem o movimento umbandista. Alguns irmãos, mais exaltados, vivem criticando trabalhos consistentes que visam mostrar a beleza do mundo espiritual e dos guias.

Não podemos nunca, perder a essência que aprendemos no chão do terreiro. Respeitar outras ideais, trabalhos e formas práticas é nosso maior dever como irmãos de fé. Eu não concordo com alguns trabalhos desenvolvidos, principalmente que visam atacar outras visões, pois aprendi com as entidades que para mostrar e defender o que acredito, não preciso denegrir ou desacreditar o trabalho dos outros. Ao invés de me concentrar no que não me agrada ou não me convém, busco valorizar o que me ajuda e desenvolve, aprimorando meus pensamentos e ações.

Não somos um pouco prepotentes, talvez, em afirmar categoricamente uma verdade absoluta referente a Umbanda?

Estamos caminhando, aos poucos, para descobrir toda sua grandeza. O que não podemos nunca, é perder a essência da humildade, resiliência e principalmente respeito. Se olharmos para trás, veremos o quanto nossos irmãos lutaram para que pudéssemos trabalhar na Umbanda com um pouco mais de liberdade. A etapa de implementação da religião, aqui na Terra, não foi nem um pouco fácil. Inclusive, até hoje, sofremos ataques terríveis. Fanáticos religiosos nos atacam com força e sofremos com isso.

Se não nos unirmos, será que daqui uns anos a Umbanda terá força suficiente para estar ativa e ajudando quem mais precisa de ajuda, carinho e amor, sejam espíritos desencarnados que beiram o desespero ou pessoas que estejam com a vida de cabeça para baixo?

 

O início

As orientações e premissas deixadas pelo Caboclo das 7 Encruzilhadas permeiam até os dias atuais. Alguns não acreditam e até atacam quem defende a anunciação da Umbanda. A grande questão é que até hoje, se olharmos para os registros históricos e as diversas casas que respeitam Pai Zélio Fernandino de Moraes, veremos os frutos que renderam e ainda fortalecem a Umbanda.

Com amor e fé, Pai Zélio Fernandino de Moraes e seus guias espirituais implementaram o ritual de Umbanda, expandiram com outras tendas e fizeram com que os brasileiros conhecessem a religião que acolheria à todos. Com grandes feitos aos olhos dos mais céticos, desde 1908 a Umbanda ganhou seu espaço e cativou os corações de milhares de pessoas.

 

A expansão continua

Através da literatura, muitos autores começaram a divulgar a Umbanda. Cada um com sua visão, mas sempre intuídos a reforçar que seria uma religião do amor e caridade. Além das sete tendas implementadas pelo Caboclo das 7 Encruzilhadas, outros terreiro surgiram. Alguns maiores, outros menores, mas todos trabalhando com os guias espirituais, ajudando e curando quem os procurasse.

Com o passar dos anos, novas falanges começaram a surgir nos terreiros, ganhar seu espaço e mostrar seu axé e seus fundamentos. Muitos acharam um absurdo e desacreditaram, esquecendo da premissa do Caboclo das 7 Encruzilhadas:

“Com os espíritos mais evoluídos aprenderemos, os menos evoluídos ensinaremos, mas a nenhum negaremos o direito de se manifestar”.

Mesmo com a desconfiança de alguns, essas falanges espirituais perpetuaram seus trabalhos e até hoje ajudam aos umbandistas.

 
Atualmente

A Umbanda sempre foi atacada e confundida com seita. Com a revolução tecnológica e principalmente as redes sociais, cresceu muito nos últimos anos. Nova literatura surgiu, mais terreiros mostraram seus trabalhos para a comunidade religiosa e alguns irmãos utilizaram a internet para fomentar seus trabalhos.

Ao invés de fortalecer a Umbanda, infelizmente parece que isso só causa mais confusão e desentendimentos. Uma das coisas que mais causam alvoroço atualmente, são os cursos de Umbanda. Como tudo que é novo, causa estranhamento e consequentemente “desordem”.

Alguns umbandistas, principalmente que estão na religião há muitos anos, criticam ativamente o momento atual da religião. Outros, aproveitam para entrar nesse movimento de cursos e aprendizados para agregar ainda mais conhecimento. Gostando ou não, os cursos vieram para ficar. Gostando ou não, eles ajudam a Umbanda a crescer.

É claro que um curso não substituí a vivência do terreiro. ISSO É ÓBVIO, ou pelo menos deveria ser. Mas são extremamente importantes para que as pessoas saiam da ignorância. Ainda hoje, algumas pessoas acham que Exu é diabo e Pombagira é prostituta, por exemplo. Ainda hoje, algumas pessoas acham que precisam fazer o santo no candomblé, pois só assim seu terreiro terá sustentação. Ainda hoje, algumas pessoas acham que PARA EXU SER FORTE, precisa matar animais e beber o sangue.

Entendeu o motivo de existir os cursos? Argumento, ainda, que estudar é o básico para crescermos e nos desenvolvermos. É por falta de estudo que o país está desse jeito, entregue aos lobos e perversos.

Cansei de ver nas giras de atendimento, pessoas com medo porque foram ameaçadas por “supostos sacerdotes”, pela simples vontade de conhecer outro terreiro ou por falar que estão aprendendo com outro irmão, seja através de cursos ou vídeos explicativos. Um absurdo.

No meu início na Umbanda, sofri demais com isso. Fui enganado, vi outras pessoas sendo enganadas e o medo imperava. O que as entidades nos ensinam? Não é aprendermos através do amor, humildade e verdade? Conhecimento nunca é demais!

Volto a dizer: É CLARO QUE CURSO NÃO SUBSTITUI A VIVÊNCIA NO TERREIRO. Aliás, você que está lendo esse texto, já chegou na frente de um guia espiritual e pediu para que ele o ensinasse referente a algum assunto ou dúvida que você tenha? Faça isso, sempre fiz e farei e incentivo outras pessoas a fazerem o mesmo. Se é entidade de luz, ela terá o prazer de lhe ensinar e será algo único e especial.

 

O futuro da Umbanda

Se existir amor, respeito, humildade e a prática da caridade, sempre existirá Umbanda. Temos que retirar os excessos e enaltecer os ensinamentos dos guias espirituais. Tudo pode agregar em nossa caminhada espiritual, absolutamente tudo. Até experiências ruins.

Acho importante ressaltar, que para praticar a Umbanda não é necessário muita coisa. Basta ter o coração limpo, ter respeito pelo sagrado e fé na alma.Uma guia de Oxalá, uma reza no coração e deixar-se sentir as energias revigorantes dos Orixás e Entidades. Não precisa de diploma, inúmeros cursos e milhões de guias. Mas vamos buscar sempre o aprendizado e o conhecimento aliado ao chão de terreiro. Desvendar e aprender mais sobre a Umbanda é incrível, pelo menos pra mim. Tudo pode agregar.

Vamos nos concentrar em divulgar e elogiar o que gostamos e não criticar o que não concordamos. Obviamente, devemos separar o joio do trigo. Colocando o bom senso, o que for absurdo identificamos e tiramos da nossa atenção. Agora, o que for diferente mas respeitoso, tentamos absorver o que for bom para nós e o que for a mais, deixamos de lado. Com isso, fortalecemos nossa fé e encontramos o caminho para aprender uns com os outros, sempre lembrando que para ser umbandista, basta ter fé, amor e vontade de ajudar o próximo.

Espero que a fé ressurja na alma de quem anda desanimado por ver coisas absurdas e/ ou diferente do que pratica e sente. E que os Orixás e guias espirituais nunca nos desamparem, e façam surgir cada vez mais trabalhos que fortaleçam a fé e nossa evolução.

 

Axé! Saravã! Mojubá!
Por João Paulo Francisco

 

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Ana Ament disse:

    Muito bom Joao foi exatamente o que discuti hj com o irmao Alex precisamos aprofundar na essencia da umbanda!!!

    Curtir

  2. Alex Costa disse:

    Foi um dos melhores textos que já li referente a Umbanda, pois ao ler percebi que veio do coração e da alma. Vivendo e aprendendo cada vez mais com pessoas assim como você.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s