Obaluaê, Orixá de mil mistérios

Muitas pessoas tem medo dessa energia. Mesmo quem é filho deste Orixá, é difícil compreender e administrar seus mistérios. É dotado de uma força muito especial, principalmente quando buscamos a cura.

Mas não é somente a cura do nosso corpo, da nossa matéria. Mas, também, do nosso espírito, da nossa mente. E é uma das coisas mais difíceis de se trabalhar. Porque mexe com nosso íntimo, porque nos faz sair da zona de conforto.

Uma vez fiz um pedido, simples, com respeito: Obaluaê, quero a mudança, quero atingir os meus sonhos, quero crescer, evoluir… ser melhor. Passou algum tempo, nada aconteceu. Pedi novamente, com força, com fé. Nada aconteceu.

Segui a vida, continuei tentando me encontrar dentro da minha alma. E quando menos esperava, algo ocorreu. Nada me agradava, nada parecia me satisfazer. Mas, não falo o que esperava das outras pessoas, do externo. Digo que não estava satisfeito comigo mesmo.

Nesse momento, uma busca profunda e intensa começava a desenvolver dentro do meu coração. Entendi que para conseguirmos a cura, seja da matéria, do espírito ou da alma, precisamos querer isso, fazer por merecer.

E a partir daí, entendi um de seus mil mistérios. Tudo começa da gente, daqui de dentro, de onde tudo nasce e morre.

Atotô Obaluaê, que a cura que buscamos esteja dentro de nós e, se não estiver, que nos conceda esse merecimento.

Atotô.
Axé!

_________________

Postado oficialmente na página facebook.com/UmaSimplesConversa
17/10/16 – 22h01
Se compartilhar, não esqueça de dar os devidos créditos 😉

Texto de João Paulo Francisco

Anúncios

4 comentários Adicione o seu

  1. Ana Ament disse:

    🙏🏻😌

    Curtido por 1 pessoa

  2. Ana Ament disse:

    As pessoas a quem me pediram cura eh q me ensinaram sobre suas dores. Suas historias seus remedios sua fe e sua coragem. E quando me agradecem por algo que nao fiz digo que foi Deus, e penso que somos meros instrumentos apenas a pessoa certa na hora certa q estava la apenas para cumprir onque Deus mandou. Mas que os verdadeiros aprendizes somos nos e q o merecimento eh uma eterna busca.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Obrigado pelo comentário irmã Ana Ament! Concordo, somos meros instrumentos, e aprendemos demais com essa experiência espiritual na Umbanda. Axé pra você! João Paulo Francisco

      Curtido por 1 pessoa

      1. Ana Ament disse:

        Eu agradeco Joao. Sei que vc compartilhou seus sentimentos de transformacao que eh mais profundo de nosso Obaluae, porem acredito que a troca de experiencias eh que constroi o espirito e espero acompanhar sua trajetoria para ampliar meus conhecimentos. Axe

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s