Livro “O Espiritismo, a Magia e as Sete Linhas de Umbanda”, Leal de Souza

O livro da vez da série LITERATURA UMBANDISTA, do canal Uma simples conversa  é  “O Espiritismo, a Magia e as Sete Linhas de Umbanda”, do autor Leal de Souza. Assista ao vídeo aqui!

É impossível começar essa resenha sem destacar a importância de Antonio Eliezer Leal de Souza, considerado o primeiro autor Umbandista desde o surgimento da mesma em 15 de Novembro de 1908, através de Zélio Fernandinho de Moraes e o Caboclo das Sete Encruzilhadas.

Leal de Souza teve grande destaque como crítico literário e jornalista, e foi o primeiro escritor a mencionar a palavra Umbanda em um livro. Médium da Tenda Nossa Senhora da Piedade, fazia parte do círculo literário de Olavo Bilac, Alcides Maya, Humberto de Campos e outros formidáveis escritores da literatura brasileira.

Pouco mais de 100 anos, a Umbanda ainda permeia a sua estruturação, vencendo a cada dia o preconceito da sociedade e outras religiões que não entendem seus fundamentos e liturgias. Se ainda hoje existe dificuldade em penetrar seus anseios perante os brasileiros, imagine no ano de 1933 onde a Umbanda tinha nascido a pouquíssimos anos.

O livro “O Espiritismo, a Magia e as Sete Linhas de Umbanda”, são relatos escritos diariamente por Leal de Souza no jornal Diário de Notícias, do Rio de Janeiro. A Umbanda nasceu de forma sólida e contundente, conquistando o coração dos humildes e curiosos, porém ainda despertava anseios e repulsa da sociedade. Em muitos casos, no decorrer dos anos, vários sacerdotes foram perseguidos e até punidos pela polícia, confundidos com práticas de baixa magia. Nesse cenário confuso e complexo, que a coluna de Leal de Souza buscava consolidar a Umbanda e seus fundamentos de amor, fraternidade e caridade por meio de artigos referente a vivências que tinha nas giras de Umbanda.

É um livro importantíssimo para entendermos o contexto histórico e a construção da religião. Sabemos que a Umbanda nasceu em meio a uma cessão kardecista e vemos nos relatos do autor muitas ideais e fundamentos da doutrina de Kardec. Mas é notável a comparação e como ele direcionava as duas vertentes, mostrando o incansável trabalho dos guias, a simplicidade que existia nos trabalhos e a importância dos símbolos, guias de proteção e as ferramentas como bebida e fumo para determinados trabalhos.

Cada tempo tem suas prioridades e a espiritualidade baseia-se em seu contexto para trazer à tona o que é valoroso para as experiências na carne. Naquele tempo, era necessário curas milagrosas, materializações e o que os guias faziam quando incorporados, para impressionar e provar sua existência realmente aos olhos dos incrédulos.

Abaixo, reproduzo um pequeno trecho do capítulo 25: A tenda Nossa Senhora da Piedade:

“[…] Atacada de moléstia fatal, a filha de um comerciante de Niterói agonizava, sofrendo, e como a ciência humana se declarasse impotente para socorrê-la, seu pai, em desespero delirante, numa tentativa extrema, suplicou auxílio à modesta tenda das Neves.

Responderam-lhe que só à noite, na sessão, o guia poderia tomar conhecimento do caso. Regressando ao lar, o desconsolado pai encontrou a filha morta e, depois de fazer constatar o óbito pelo médico, mandou tratar o enterro.

No entanto, à noite, na tenda de Nossa Senhora da Piedade, aberta a sessão, o Caboclo das Sete Encruzilhadas, manifestado-se, disse aos seus auxiliares da Terra, ainda desconhecedores o desenlace da doença, que se concentrassem, sem quebra da corrente, e o esperassem, pois ia para o espaço, com suas falanges, socorrer a enferma que lhes pedira socorro.

Duas horas depois voltou, achando aqueles companheiros exaustos, do longo esforço mental. Explicou-lhes, então, na pureza da sua realidade, a situação, e mandou-os que fossem em nome de Jesus, retirar a morta da mesa mortuária, e comunicar-lhe que a misericórdia de Deus, para atestar os benefícios do espiritismo, permitia-lhe viver, enquanto não negasse o favor de sua ressurreição.[…] “O Espiritismo, A Magia e as Sete Linhas de Umbanda” pág. 105 e 106

De fato, os auxiliares do Caboclo das Sete Encruzilhadas fizeram conforme orientado e a moça teve o milagre da ressurreição e ficou definitivamente curada. A medicina da época não soube explicar o que lhe acontecera, mas os espíritos de luz conseguiram ajudar e realizaram essa cura milagrosa.

O livro ainda traz temas como: Os perigos do espiritismo, A transfusão do pensamento, A cura da obsessão, O falso espiritismo, A feitiçaria entre muitos outros temas fundamentas para separar o joio do trigo e mostrar a verdadeira essência da Umbanda trazida e fundamentada pelo Caboclo das Sete Encruzilhadas.

Você também vai conhecer de perto através dos relatos as primeiras tendas criadas, os orixás na perspectiva da Umbanda e o futuro da linha branca de Umbanda, relatando quais seriam as diretrizes para que a religião firmasse no solo brasileiro até a eternidade, conforme mencionado pelo Caboclos das Sete Encruzilhadas.

É indispensável a todo umbandista conhecer a história da religião, principalmente reconhecer e valorizar aos médiuns que tanto lutaram para fortalecer e solidificar essa seara de luz que tanto ajuda ao povo brasileiro.

Valorize os autores umbandistas, compre os livros e saiba do que você realmente faz parte. Agradeço humildemente, seja onde estiver, ao escritor Antonio Eliezer Leal de Souza por esta obra histórica, linda e envolvente relatando fatos que com absoluta certeza nos influencia e muito até os dias atuais.  Que os Orixás lhe abençoem hoje e sempre.

Axé!
Por João Paulo Francisco

Editora: Conhecimento
Autor: Leal de Souza
ISBN: 8576181665
ISBN13: 9788576181668
Edição: 1ª Edição – 2008
Número de Páginas: 144

Onde encontrar o livro:
Terra Mystica | http://bit.ly/2m9B7W5
Saraiva | http://bit.ly/2ltGBWV

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s